Rua Cândido Sales, n° 140, Recreio | Avenida Otávio Santos, n° 309, Recreio (77) 98825-1082

A importância do diagnóstico.

novembro 30, 2020

“A ciência progride a passos largos. Cada vez mais as doenças são tratadas por terapias customizadas, se utilizando de um recurso chamado “drogas-alvo”, que têm como alvo a célula doente. Para se beneficiar desses medicamentos, o paciente necessita de um diagnóstico correto e preciso, feito pelo médico patologista por meio de procedimentos realizados em amostras de tecidos, comumente chamadas de biópsias. Após receber o material, um cuidadoso processo se inicia, com análise e avaliação desse material, para então este ser preparado para ser colocado em lâminas que o médico patologista examina ao microscópio e emite o diagnóstico. Para determinar a utilização das drogas mais adequadas ele usa ainda testes adicionais realizados nessas lâminas, como imunoistoquímica e patologia molecular. Se esses tecidos não forem devidamente acondicionados em meios que fixam as proteínas e o DNA, os testes ficam prejudicados, impedindo que o paciente tome a medicação adequada. Além disso, se o tecido não for processado em até 72 horas, começa a degradação e consequente perda de oportunidade de tratamento. Nesse sentido, o transporte dessas amostras para outras cidades e a demora em processamento é hoje o maior problema no diagnóstico e na indicação da terapia adequada. Em busca de aumentar o volume de exames, laboratórios retiram amostras de diversas localidades, por vezes muito distantes, levando às vezes semanas para processá-las, prejudicando o tratamento desses pacientes. Também, o médico oncologista da sua cidade não consegue conversar com o médico patologista desses laboratórios, que ficam distantes e que, muitas vezes, não estão disponíveis, ao contrário do médico patologista de sua cidade, que está ao alcance de uma chamada telefônica pessoal. A Sociedade Brasileira de Patologia (SBP), preocupada com a atenção e cuidado ao paciente, alerta tanto os pacientes como os médicos para que procurem saber quem é o médico patologista, que vai examinar a amostra de tecido, onde fica o laboratório, quanto tempo vai demorar para processar, quanto tempo vai demorar o exame, se o material restante da amostra poderá ser facilmente resgatado e se nele poderão ser feitos os procedimentos necessários para que seja decidido o tratamento correto. O resultado será confiável dando assim ao paciente uma chance de combater o câncer.
Conheça seu patologista!

Compartilhar:

Este site preconiza que qualquer problema de saúde de um paciente deve ser resolvido por profissionais da área de saúde, durante consulta médica fora do âmbito virtual. Desta forma, todas as informações disponíveis neste site foram concebidas para apoiar, e não para substituir a consulta médica. Pelo mesmo motivo, este site não oferece serviços ou aconselhamento médico-profissional.
A informação médica via Internet pode complementar, mas nunca substituir a relação pessoal entre o paciente e o médico. Por uma questão de ética e de responsabilidade profissional não podem ser dadas consultas nem prescritos tratamentos médicos sem o exame pessoal do paciente. Procure sempre a orientação de um médico em quem você possa confiar e siga a sua orientação.