Avenida Otávio Santos, n° 309 - Recreio (77) 2101-2353 | (77) 98825-1082

Dúvidas mais frequentes médicos

Não, se acondicionada no recipiente com líquido fixador correto. O ideal é se dirigir ao laboratório o mais breve possível.

Não. O resultado estará disponível no nosso site e também será encaminhado para o email do médico, que também tem acesso pelo site.

Não. Pode deixar em temperatura ambiente, e não deixar exposto ao sol. Os líquidos das cavidades (pleural, peritoneal, etc) ou conteúdos císticos que não estão fixados em álcool, devem ser guardados em geladeira. Jamais congele o material.

Não. O exame segue os mesmos padrões de qualidade, ética e prazo de qualquer outro paciente particular ou convênio. Você pode ir ao laboratório sem necessidade de marcação durante o nosso horário de funcionamento. Toda e qualquer vida é prioridade para o Laboratório Micro.

Trabalhamos com rigor para que seu resultado seja liberado antes do prometido. Porém, alguns casos necessitam de técnicas adicionais e poderão ter seu prazo modificado. Caso haja necessidade de um novo prazo, entraremos em contato nos telefones fornecidos.

Não realizamos marcação. Dirija-se a uma de nossas unidades com documentos necessários e o material.

Não há validade específica. O material deve ser levado o mais breve ao Laboratório Micro.

Ambos têm a mesma importância. Nenhum é superior ou substitui o outro. Essa documentação deve ser respeitada para a garantia da qualidade e segurança do diagnóstico. Segundo a Resolução 2169/2017 do CFM, o médico requisitante é responsável pelas condições de acondicionamento e adequada fixação das amostras, até o seu encaminhamento para o laboratório de Patologia.

Não, excetuam-se os laudos assinados por odontólogos dentro do campo da Patologia Oral. Segundo a Resolução 2169/2017 do CFM, os médicos solicitantes não podem aceitar laudos anatomopatológicos assinados por não médicos. É vedado ao médico adotar condutas terapêuticas baseadas em laudos citopatológicos positivos emitidos por outros profissionais, que não por médicos citopatologistas.

O mais breve possível.

Como solicitar retirada do material (blocos e lâminas)
do meu paciente da Micro?

Paciente ou terceiro responsável solicita retirada do material.
Após a solicitação, o Laboratório Micro entregará o material em até 72 horas ao paciente ou
por quem este autorizar. No caso de retirada de material por terceiro ou médico assistente, estes
deverão apresentar autorização (fornecida pela Micro) assinada pelo paciente e documento
original do paciente e do terceiro/médico assistente.
No momento da retirada, paciente ou terceiro/médico assistente autorizado assinará Termo de
Consentimento Informado de Retirada de material.

O não cumprimento do acima solicitado implica no impedimento da retirada do material por
terceiros. Segundo a Resolução nº 1472 do CFM/MS, o laboratório de patologia se responsabiliza
pelo arquivamento de lâminas e blocos parafinizados, por um período de 5 anos. As lâminas e/ou
blocos só poderão ser retirados do laboratório de patologia pelo paciente, seu responsável legal
ou o médico assistente. Assim estabelece:
1. As peças anatômicas fixadas devem ser mantidas, no mínimo, durante 03 meses.
2. As lâminas para estudos citológico e histopatológico devem ser mantidas, no mínimo durante
cinco (05) anos.
3. Os blocos de parafinas devem ser mantidos, no mínimo durante 05 (cinco) anos.

De quem é a responsabilidade médica pelo acondicionamento e
transporte de material biológico?

Considerando-se que exames anatomopatológicos são, muitas vezes, recebidos nos Laboratórios de Patologia, horas ou mesmo dias após a realização da coleta do
material, torna-se necessário o estabelecimento de responsabilidades pelo acondicionamento e transporte dos espécimes.

A Sociedade Brasileira de Patologia recomenda ao médico assistente:
1. Verificar as condições de acondicionamento, assegurando a adequada relação entre os volumes de formol e do espécime biopsiado.
2. Indicar ao paciente ou responsável às opções para a execução do exame anatomopatológico, em Laboratório de Patologia, que conte com especialista registrado no CRM do estado onde o paciente recebe assistência médica.
3. Explicar ao paciente ou responsável à necessidade de que os espécimes sejam enviados ao Laboratório de Patologia, na maior brevidade, preferencialmente, no mesmo dia, para prevenir autólise ou extravios.
4. Registrar no prontuário as medidas acima discriminadas e entregar o material sob protocolo ou com Termo de Consentimento Informado.

O preenchimento das requisições de exame anatomopatológico deve expressar de forma completa e clara as informações clínicas, hipóteses diagnósticas, localização anatômica da amostra e procedimentos necessários para o detalhado estudo do caso, incluindo, quando pertinente, colorações especiais, análise de margens cirúrgicas, multiplicidade de amostras, complexidade de peça cirúrgica. O médico requisitante é responsável pelas condições de acondicionamento e adequada fixação das amostras, até o seu encaminhamento para o laboratório de Patologia.

FIQUE TRANQUILO! Para que tudo seja feito de
forma segura e orientada, se você é um cliente
Micro, tem acesso ao Kit Micro com recipientes
e panfletos explicativos para direcionamento
das suas biópsias e peças cirúrgicas.

Este site preconiza que qualquer problema de saúde de um paciente deve ser resolvido por profissionais da área de saúde, durante consulta médica fora do âmbito virtual. Desta forma, todas as informações disponíveis neste site foram concebidas para apoiar, e não para substituir a consulta médica. Pelo mesmo motivo, este site não oferece serviços ou aconselhamento médico-profissional.
A informação médica via Internet pode complementar, mas nunca substituir a relação pessoal entre o paciente e o médico. Por uma questão de ética e de responsabilidade profissional não podem ser dadas consultas nem prescritos tratamentos médicos sem o exame pessoal do paciente. Procure sempre a orientação de um médico em quem você possa confiar e siga a sua orientação.